913004662 (custo da chamada para a rede fixa nacional)

alvalade@quasequase.pt

Aula de Biologia II

2023-03-23

Os ácidos gordos são os blocos de construção da gordura dos nossos corpos e dos alimentos que ingerimos. Durante a digestão, o corpo decompõe as gorduras em ácidos gordos para serem absorvidos pelo sangue e levados até às células onde vão ter papéis muito importantes. Um dos mais importantes será, talvez, a produção de hormonas.
 
Os ácidos gordos podem ser saturados, monoinsaturados e poli-insaturados. O que distingue uns e outros são as ligações entre os átomos de carbono e hidrogénio nas moléculas.
 
Imaginemos uma turma de meninos do jardim de infância a irem de passeio (os meninos, no exemplo, são os átomos de carbono no centro da nossa molécula de gordurinha), todos em filinha e de mãos dadas. As educadoras colocaram, à frente e nas costas do bibe de cada um dos meninos, um balão. Esses balões representam as moléculas de hidrogénio.
Se, na filinha de meninos, todos tiverem um balão à frente e atrás no bibe (no caso das nossas moléculas, significa que todos os átomos de carbono da cadeia estão ligados a 2 de hidrogénio de cada lado), então temos uma gordura saturada porque não há mais lugares onde colocar balões (ou seja, não há mais lugares onde ligar átomos de hidrogénio).
 
Por vezes, há um menino que não quer balão nas costas e o outro do lado imita-o. O que acontece? Temos 2 meninos seguidos que só têm um balão à frente, uma dupla ligação de meninos só com um balão o que, no caso dos ácidos gordos, será uma dupla ligação de carbono só com 1 átomo de hidrogénio cada um - são os ácidos gordos monoinsaturados (é o caso do Ómega-9).
Mas há outras moléculas que têm 2 destas ligações ao longo da cadeira - são os ácidos gordos poli-insaturados.
 
O corpo consegue fabricar a maior parte dos ácidos gordos que precisa a partir dos alimentos que comemos (se comermos os alimentos certos, claro), mas não consegue produzir os poli-insaturados e tem que ir buscá-los ao que ingerimos - são os ácidos gordos essenciais, os chamados Ómega-3 e Ómega-6.
Mas mais importante do que ingerir muito Ómega-3 e muito Ómega-6, é ainda mais importante a quantidade e o ratio de um e outro, mas isso dava mais uma aula.
 
Gostaram da matéria dada? Em breve, mais uma aula. 

Tags:

« Voltar

Caldinho de Ossos

   

Comida ao Domícilio

   

comida em casa

   

comida para fora

   

refeições saudáveis